Vereadores e Sociedade Civil discutem propostas para uma cidade sustentável

Organizações ambientais e representantes da sociedade civil de Itanhaém se reuniram, no dia 21 de fevereiro, na Câmara Municipal para definir propostas a serem integradas na criação do Plano Diretor do Município de Itanhaém. Entre as organizações, estiveram presentes representantes do Instituto Ernesto Zwarg, AproDivino, da ONG Cultura Ativa, da Academia Itanhaense de Letra e da Ecosurfi. Entre os órgãos do poder público compareceram o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Policia Militar Ambiental do Estado de São Paulo, além de educadores, estudantes, profissionais liberais e professores do município. Os vereadores César Ferreira, Cesinha; Conrado Carrasco; e a assessoria parlamentar do vereador Rodrigo Dias, participaram do encontro.

A reunião foi fruto de iniciativa da primeira reunião do grupo que aconteceu no dia 26 de janeiro, no Instituto Ernesto Zwarg, e posteriormente, da segunda reunião no dia 6 de fevereiro. A rede itanhaense de assuntos sustentáveis teve início com a criação da pauta de ações para serem incluídas no novo plano diretor de Itanhaém. A pauta, produzida pelas entidades e demais participantes, será apresentada ao prefeito em audiência com data a ser definida. Com o objetivo de concluir a pauta, o grupo se reunirá novamente no dia 6 de março, às 18 horas na Câmara Municipal. O evento é aberto ao público.

Na oportunidade o vereador Conrado Carrasco (PT) apresentou como referência em modelo de gestão pública o programa “Cidades Sustentaveis” - uma plataforma de ações com ferramentas para as cidades brasileiras se desenvolverem de forma econômica, social e ambientalmente sustentável. “Essa reunião demonstra o compromisso das pessoas e organizações na busca do melhor caminho para Itanhaém seguir e, sobretudo, cada ator assumindo suas responsabilidades no processo de cuidar da nossa cidade”, afirmou o vereador Conrado Carrasco.

Entre os temas, estão o aperfeiçoamento e modernização do padrão de verticalização, o foco na construção de prédios sustentáveis, a criação de um espaço de fomento e capacitação para tratar da importância do valor histórico e cultural da cidade.  O vereador Cesinha lembrou que a pauta também servirá como base para a apresentação de matérias parlamentares na Câmara, “A sociedade pode e deve participar das discussões que vão definir os rumos da nossa Cidade. O objetivo é que esta rede itanhaense de assuntos sustentáveis também participe das discussões temáticas do novo plano diretor. Além disso, as propostas da pauta farão parte das matérias apresentadas na Câmara", disse.