Vereadores aprovam 13 requerimentos na 26ª sessão

A Câmara Municipal de Itanhaém aprovou metade dos requerimentos pautados para a 26ª sessão ordinária, realizada no dia 9. Treze matérias foram confirmadas por unanimidade. A votação de outras 13 matérias foi transferida para a próxima sessão, devido à falta de tempo regimental para apreciar as proposituras. Em sessão secreta, os vereadores aprovaram uma moção de aplausos, dois projetos de lei relativos às nomenclaturas de vias públicas e um projeto de decreto legislativo, declarando a Associação Itanhaense de Cuidados de Animais Domésticos como entidade de utilidade pública. Nesta sessão, foram apresentadas 21 indicações.

O vereador Rogélio Salceda (PSC) apresentou requerimento solicitando informações sobre a fiscalização de obras particulares e a assistência técnica gratuita, realizada por arquitetos, engenheiros e urbanistas a famílias de baixa renda. O vereador João Rossmann (PMDB) cobra da Prefeitura providências para melhorar o serviço de transporte público, com alteração e/ou ampliação de itinerário das linhas do Cibratel II, Gaivota e Loty.

O vereador Hugo Di Lallo (PSC) reivindica, à Prefeitura, a implantação de equoterapia, método terapêutico de reabilitação que utiliza cavalos no atendimento a pacientes portadores de necessidades especiais. Flávio Abbasi, vereador do PSDB, pede à Elektro a remoção de um poste de energia elétrica, colocado no meio da Rua Manoel Louzada, no Jardim Magalhães.

Conrado Carrasco, vereador do PT, solicita informações sobre o transporte escolar e a destinação de resíduos da construção civil. O vereador César Augusto de Souza Ferreira (PP) pede informações sobre o Complexo Aquático Educacional Harry Forssell, tais como o aquecimento da piscina semiolímpica, reforma do marco existente na divisa de Itanhaém e Mongaguá e colocação de um ponto de ônibus no Km 329, na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, Cibratel II.