Ministro da Educação diz sim para Universidade Pública em Itanhaém

Na tarde de ontem (04/04) o vereador Conrado Carrasco (PT) participou do 57° Congresso de Municípios Paulistas realizado em Santos. O evento é o maior encontro regional para os representantes das cidades e tem como objetivo a troca de experiência entre os gestores municipais para uma agenda positiva de ações conjuntas, para melhorar o desenvolvimento das cidades.

Prefeitos, vices, secretários municipais e estaduais, deputados e vereadores fizeram parte deste encontro. Políticos de todo o Estado de São Paulo estiveram reunidos para participar das palestras.

O evento começou na última terça-feira com a participação do vice-governador Guilherme Afif Domingos e vai até sábado. Em cada edição, as autoridades discutem um tema. Neste ano a pauta é a distribuição do dinheiro arrecadado com os impostos.

Ontem aconteceu no período da tarde o debate: “Painel Educação”, que contou com a presença do ministro da Educação, Aluízio Mercadante, o do presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), Barjas Negri, além do Secretário Estadual da Educação Herman Voorwald.

Durante o “Painel Educação”, Conrado Carrasco (PT) usou a palavra para reforçar o pedido que requer ao Governo Federal e Estadual a vinda da Universidade Pública para Itanhaém.

“O litoral sul da Baixada Santista volta a ter um protagonismo na região. A cidade de Itanhaém é um município estratégico para o desenvolvimento de inúmeras atividades, que vão desde a exploração do petróleo, até novos empreendimentos industriais não poluentes. Para tanto, precisamos qualificar a mão de obra da nossa população oferecendo ensino superior público e de qualidade”, argumenta o vereador.

O ministro Mercadante ressaltou que é possível o litoral sul ter um pólo universitário. “O ministério está à disposição de Itanhaém. Tudo depende da qualidade dos projetos, critérios e argumentação que o município mandar para Brasília”.

Durante o evento, que segue até amanhã, representantes da Secretaria da Educação também estarão presentes para esclarecer dúvidas dos prefeitos visitantes sobre os convênios que podem ser firmados com o governo estadual.