GOVERNO ESTADUAL DECIDE MANTER BASE COMUNITÁRIA DA PM NO BAIRRO GAIVOTA

 

A Secretaria Estadual de Segurança Pública decidiu manter em funcionamento a Base Comunitária da Polícia Militar, instalada há mais de uma década, naquela localidade. Na segunda-feira (16), o presidente da Câmara, vereador Rogélio Salceda (PSC), acompanhou a comitiva do prefeito Marco Aurélio Gomes dos Santos, numa audiência, em São Paulo, com o secretário de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, da qual participaram os vereadores Cícero Kakulé e Hugo Di Lallo; os secretários municipais Silvio César de Oliveira (Segurança) e José Roberto Pereira do Nascimento (Desenvolvimento Econômico) e o presidente da Associação Comercial, Eliseu Braga Chagas. Também estiveram presentes na reunião, o coronel Benedito Roberto Meira, chefe do Quartel do Comando Geral da corporação e pelo também coronel Ricardo Ferreira de Jesus, comandante da Polícia Militar na Baixada Santista.

“Tão logo soubemos que a Base Comunitária da PM seria fechada por falta de efetivo no 29º Batalhão da Polícia Militar, aprovamos, na Câmara Municipal de Itanhaém, uma moção de apelo ao governador Geraldo Alckmin para evitar que a medida fosse concretizada. A Base Comunitária tem um grande significado para os moradores, pois além da questão da segurança, a unidade realizada outras ações voltadas para a comunidade”, disse o presidente da Câmara, vereador Rogélio Salceda.

O secretário Fernando Grella atendeu à reivindicação e garantiu que a base não será fechada. Nos próximos dias, a Prefeitura fará um projeto de reforma e adequação do prédio, que também servirá como ponto de apoio às atividades do SAMU e da Guarda Civil Municipal. Na reunião, também foi tratada da implantação da Operação Atividade Delegada, em que policiais militares poderão ser contratados pela Prefeitura em seus dias de folga e atuar no patrulhamento e eventos especiais e sobre a tão aguardada instalação da Delegacia de Defesa da Mulher.

Na Moção de Apelo, o legislativo itanhaense destaca que a região do bairro Gaivota vem se desenvolvendo muito, nos últimos anos, com a expansão imobiliária e a instalação de comércios. Na temporada de verão, a localidade recebe grande fluxo de veranistas e turistas. A presença da Polícia Militar, através de base comunitária fixa, funcionando 24 horas, proporciona aos cidadãos a sensação de mais segurança. Portanto, seria um grande retrocesso a desativação da unidade, ao invés, de se buscar a expansão das bases em outras regiões mais distantes da área central, que também carecem da atuação da polícia comunitária.